AS FIBRAS ALIMENTARES NO CONTROLE HIPERGLICÊMICO

20/06/2014

A glicemia pode variar conforme a velocidade da digestão e absorção dos carboidratos, contribuindo assim para o aumento de picos glicêmicos, resultando muitas vezes à alterações orgânicas.
As dietas ricas em fibras são muito indicadas com o objetivo de reduzir a incidência de várias doenças como também melhorar as respostas metabólicas pois, elas promovem maior saciedade pois, diminui o tempo de esvaziamento gástrico, o que as torna bastante favorável na perda de peso,pois o indivíduo fica mais saciado, e consequentemente melhora quadros de hiperglicemia e complicações cardiovasculares.

FIBRA DE MARACUJÁ:Adquirida a partir da polpa branca da casca do maracujá, apresentando alto teor de pectina(fibra que atua formando gel no estômago, o que diminui a absorção do colesterol e glicose provenientes da dieta), auxiliando na prevenção e tratamento de doenças como o diabetes e distúrbios cardiovasculares.

FIBRA DA BANANA VERDE:Com quantidade satisfatória de nutrientes, a banana verde possui baixo teor de açúcar e cerca de 70% de sua composição é composta de amido resistente, caracterizando assim uma excelente contribuição no controle da glicemia e no emagrecimento, pois, eleva a saciedade.

CHIA:A semente de chia possui em 100g, aproximadamente 36% de fibras insolúveis e 5% de fibras solúveis, totalizando 40% de fibras dietéticas que possuem diversos efeitos benéficos para a saúde, auxiliando assim no controle da glicemia e aumentando saciedade; devido sua propriedade de absorver água, as fibras insolúveis aceleram o trânsito intestinal e aumentam o peso das fezes.Já as fibras solúveis formam um gel no estômago e intestino que garante o aumento do quimo, prolongando o tempo de absorção da glicose e aumentando a saciedade.




Fontes Bibliográficas:

SOUZA, M.W.S.; FERREIRA,T.B.O; VIEIRA, I.F.R.Composição centesimal e propriedades funcionais tecnológicas da farinha da casca de maracujá.Alim.Nutr.Araraquara, v19, n, 1,p.
33-36, jan./mar.2008.

RAMOS, D.P.; LEONEL,M.; LEONEL, S.Amido resistente em farinhas de banana verde.
Alim.Nutr., Araraquara, v.20, n.3, p.479-483, jul./set.2009.


RICHER, K, Research and commercialization.Department of health and human services.
May, 2005.Disponível em:http://azchia.com/chia_seed_fda.html.Último acesso em :30-06-2012.